Review: Ms. Marvel – Nada Normal

Não é de hoje que a Casa das Ideias vem se reinventando e buscando trazer os seus quadrinhos mais próximos da realidade do seu leitor. O universo ultimate é uma prova disso, ao usar diversos heróis em versões mais jovens e com uma pegada mais contemporânea. Com base nisso, a Marvel lançou, em 2014, a HQ da Ms. Marvel, alterego da jovem mulçumana Kamala Khan.

Kamala é uma garota comum de New Jersey – até que subitamente ganha dons extraordinários. Ao descobrir os perigos associados aos seus recém-descobertos poderes, Kamala precisa lidar também com o segredo que existe por trás deles. Estará a jovem Miss Marvel pronta para utilizar seus imensos dons? Ou o peso do legado que tem a carregar será mais do que ela pode suportar? Nem a própria Kamala sabe ao certo, mas New Jersey que se prepare, pois, a Miss Marvel chegou para ficar!

Essa sinopse da edição brasileira resume bem o que encadernado procura apresentar: Uma jovem que está em busca da sua própria identidade e, ao mesmo tempo, está maravilhada com os seus poderes e a possibilidade de ajudar a sua cidade. Essa introdução é bem didática para Kamala e para nós leitores. A descoberta dos poderes da heroína e os conflitos sociais de Kamala (afinal de conta, não deve ser fácil ser uma adolescente mulçumana nos EUA) são apresentados de maneira bem fluida e balanceada, fazendo com que o leitor queira saber mais de ambas as facetas da jovem.


kamala-01Essa é a cara de quem acaba de descobrir que tem super poderes

Ms. Marvel Uma das melhores cenas desse encadernado. Miss Marvel finalmente percebendo quem ela é

Outro ponto interessante desta HQ é ótima utilização de um dos trophys de outro grande sucesso da Casa das Ideias, Homem Aranha, o protagonista adolescente e nerd. Kamala é uma jovem que adora super-heróis, joga jogos online, lê fanfics… enfim, tudo o que um adolescente fã de cultura pop adora. Esse background da personagem ajuda ao leitor se identificar com o personagem e também atraí o público mais jovem. Além da questão comercial, essa é uma maneira interessante do roteiro quebrar o tabu que muitos têm sobre os mulçumanos e a ideia de uma cultura mais fechada e “atrasada”.

Ms. Marvel KamalaImagina que louco você se tornar a heroína que você tem um poster em casa?

Além do cuidado com a personagem principal, a roteirista G. Willow Wilson consegue criar um ambiente muito interessante para as aventuras da heroína e o desenhista Adrian Alphona nos presenteia com uma arte excelente com muitas cores e uma pegada próxima da aquarela em certos quadros.

A mistura entre um cenário mais urbano e os elementos tecnológicos é bem interessante e faz com que a ameaça combatida tenha uma faceta jovial, mas respeitável. Nesse volume, Kamala está em busca do Inventor, uma criatura com cabeça de pássaro que está sequestrando crianças da cidade para seus planos e, para isso, ele equipa sua gangue com gadgets futuristas como arma laser, drones estilizados e etc. Assim, temos cenas de ação que se assemelham a um jogo de aventura, mas que estão sendo vividas por um fã daquele cenário.

Ms. Marvel Thomas EdsonPense num pássaro mal, é esse cara aqui!

“Ms. Marvel – Nada normal” marca uma revitalização da Casa das Ideias que julgo muito necessária. Com uma reconstrução de um personagem clássico da editora, G. Willow presenteia os leitores com uma das mais simpáticas heroínas que já vi. Kamala Khan, assim como Miles Morales (novo Homem-Aranha), veio para provar que personagens fora da caixa podem funcionar, e muito, no papel de um super-herói.

Compre a HQ em: http://amzn.to/2inL0fF

Facebook Comments

Lucas Mizumoto

Professor de japonês, amante de cinema e telespectador de desenho japonês desde que se entende por gente .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *