Opinião: Cinco histórias imperdíveis do Batman

Apesar da eterna richa entre fãs de DC e Marvel, alguns personagens de ambas as editoras consegue agradar todos os nerds. O Batman, um dos maiores personagens da DC Comics, é um desses. Com vilões caricaturados, histórias com suspenses e reviravoltas milaborantes, o homem morcego tem algumas das histórias mais aclamadas pelos fãs da nona arte. Hoje daremos 5 sugestões desse ícone dos quadrinhos!

Obs.: A ordem a seguir não indica necessariamente um ranking!

1) Batman: A piada mortal – Alan Moore e Brian Bolland

Batman: A piada mortal

Um clássico dos anos 80, “A piada mortal” nos apresenta uma história centrada no Coringa e em como o seu terror psicológico é, na verdade, a sua maior arma. Alan Moore, um dos mais aclamados roteirista de quadrinhos, nos presenteia com um história que apresenta o melhor das histórias do Batman: boa investigação, embate de ideologia e o sadismo do seu vilão mais importante.

Além de servir como uma história de origem para o sádico palhaço, essa história talvez seja a que melhor ilustre o porque da relação tão forte de antagonismo entre Batman e Coringa.

Aclamado pela crítica, “A piada mortal” é uma historia indispensável para qualquer fã não só do homem morcego, mas para qualquer fã de quadrinhos!

Confira também nossa crítica da HQ em: http://drophour.com.br/2014/08/22/rewind-a-piada-mortal/

Compre em: http://amzn.to/2jaJGhf

2) Liga da Justiça: Torre de Babel – Mark Waid e Howard Porter

torre de babel

Se você já esteve numa discussão sobre quem derrotaria quem no mundo dos quadrinhos, muito provavelmente você já ouviu a frase “Se o Batman se preparar, ele vence qualquer herói”. Bom, e se tivesse uma história que comprove essa afirmação? A história de Mark Waid acaba, de certa forma, comprovando.

Apesar de ser uma história focada na Liga como um todo, Torre de Babel é centrada no Batman e em como o seu excesso de cautela e resguardo pode ser uma fraqueza. Após ter seu banco de dados roubado por Ra’s Al Ghul, o homem morcego precisa ajudar seus amigos a escaparem dos seus próprios planos para uma eventual luta contra os aliados.

Torre de Babel é uma daquelas histórias cheias de fã service em que vemos “o que aconteceria se alguém fizesse X com tal herói”, mas também é estabelece um amadurecimento importante dos personagens. Batman e Superman sempre foram os pilares da Liga e os membros de maior confiança, mas, após os eventos dessa saga, o homem morcego acaba virando alvo de desconfiança dos outros heróis.

3) Batman: O longo dia das Bruxas – Jeph Loeb e Tim Sale

Batman: O longo dia das Bruxas

 

Dentre seus muitos títulos, o de maior detetive do mundo talvez seja o mais honrado pelo morcego de Gotham. Em “Batman: O longo dia das Bruxas” Loeb confirma o porque disso. Em uma história que envolve máfia, mistério e o universo jurídico, o roteirista cria um suspense policial sensacional.

A história se passa nos primeiros anos de Bruce Wayne sob o manto de Batman e nos mostra como o personagem amadurece rápido graças ao caso em que está envolvido. Batman, Gordon e Harvey Dent protagonizam uma grande investigação de um serial killer que está atacando a máfia nos feriados e acabam imergindo na podridão urbana que cerca Gotham. Além de servir como história de origem para Duas Caras, a saga detalha o crime organizado da cidade do Batman, criando um ambiente meio noir.

4) Batman: O cavaleiro das Trevas – Frank Miller

Batman: O cavaleiro das Trevas

Ao lado d’A Piada mortal, essa talvez seja a história mais famosa do homem morcego. Batman: O cavaleiro das Trevas de Frank Miller é um clássico da nona arte e considerado por muitos uma das melhores histórias não só do Batman, mas de toda a DC Comics.

Em um futuro onde os super heróis já não existem mais e apenas Superman, sob comando do governo, ainda está a ativa, Bruce Wayne se vê forçado a retomar o seu manto de vigilante por uma onda de crimes em Gotham. No entanto, essa sua volta gera certa polêmica na cidade e motiva alguns dos seus principais vilões a voltarem para a vida de crime. Se não bastasse a situação de sua cidade, Batman ainda precisa enfrentar um Superman que busca frear esse ressurgimento do herói.

Com uma pegada mais madura e um abuso de violência gráfica, Frank Miller eleva o patamar das histórias em quadrinho com a sua obra. Abusando dos conflitos psicológicos do velho Bruce Wayne, o roteirista cria uma história que mescla o drama do vigilante e a ação de uma boa história de super herói. A obra é de tal importância para a DC Comics que alguns dos elementos apresentados nela foram utilizados na cronologia principal da editora posteriormente e serviu de inspiração para algumas das adaptações do homem morcego no cinema.

Compre em: http://amzn.to/2jHs6lW

5) Batman: Morte da Família – Scott Snyder, Greg Capullo e outros

Batman: Morte da Família

Pegando uma fase mais recente do herói, temos Batman: Morte da Família, uma história que se aproveitou da ótima fase de Scott Snyder como roteirista principal da revista do Cavaleiro das Trevas recentemente. Bebendo na fonte de diversas histórias clássicas do homem morcego (o próprio nome da saga é uma referência direta a Morte da Família), Snyder apresenta um dos mais épicos confrontos entre Batman e seu principal vilão, Coringa.

Após alguns tempo afastado de Gotham, Coringa volta para a cidade com um plano para fazer com que o Batman perca, segundo o vilão, a sua principal fraqueza, a sua família. Para isso, o palhaço envolve todos os membros da Batfamília em uma situação de vida ou morte sob a ameaça de saber a verdadeira identidade de todos eles. Vendo todos seus aliados em perigo, Batman precisa derrotar mais um vez seu principal vilão que se aproveita de situações vividas pelos dois no passado para arquitetar suas sádicas armadilhas.

Envolvendo um enorme número de personagens e se inspirando em várias histórias anteriores do homem morcego, Snyder cria um jogo de gato e rato clássico entre Batman e Coringa que equilibra a ação e o suspense clássicos do personagem. O Coringa ainda mais inconseqüente e sádico dessa saga foi muito bem recebido e o recorte do seu rosto que forma uma máscara virou um ícone recente do mundos dos quadrinhos.

Compre em: http://amzn.to/2igdfhT

É isso galera, essas são cinco de muitas histórias incríveis desse personagem. Acha que alguma outra poderia estar no lugar de uma delas? Deixa aí nos comentários!

 

Facebook Comments

Mizumoto

Estudante de letras: português-japonês, amante de cinema e telespectador de desenho japonês desde que se entende por gente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *