5 dicas de ótimos livros do universo expandido de Star Wars.

Para quem gosta de Star Wars e de literatura, é bom dar uma olhada nessa lista.

Star Wars tornou-se tão importante e popular dentro da cultura pop que ela conseguiu transcender sua própria mídia. A franquia transcendeu os filmes, “colonizando” outras mídias, tais quais HQs, games, livros, etc. Eu particularmente amo livros e fiquei muito feliz quando descobri que havia uma vertente literária forte de Star Wars. Desde então, tenho lido mais e mais obras desse universo expandido e quase sempre tenho gostado do que encontrado.

E já que gosto de compartilhar alegrias, preparei esse texto para te dar 5 dicas de ótimos livros de Star Wars. Quase todos eles foram publicados pelas competentes mãos da Editora Aleph, possuem excelente diagramação e preços camaradas. Sem mais delongas, vamos apresentar as minhas dicas. Além de apresentar a sinopse e pontos fortes da obra, deixarei abaixo de cada indicação o link para a crítica completa do livro:

Lordes dos Sith

Editora: Aleph.

Crítica: http://drophour.com.br/livros-e-hqs/critica-lordes-dos-sith-2/

Lordes dos Sith é o livro perfeito para quem ama o Lado Negro da Força e os ardilosos Sith. Nos primeiros anos do Império, o Imperador Palpatine e seu fiel cão de guarda Darth Vader começam a moldar a galáxia a sua imagem. Entretanto ainda existem focos de resistência espalhados pela galáxia. Quando um grupo rebelde tenta uma ação ousada contra o poder imperial, Vader e Palpatine se veem obrigados a deter a rebelião com suas próprias mãos – es sabres de luz. Esse livro combina grandes sequências de ação, reflexões sobre a crueldade do Império Intergalático e demonstrações claras do que significa ser um Sith em meio a meros mortais.

O Herdeiro do Jedi

Editora: Aleph.

Crítica: http://drophour.com.br/critica/critica-star-wars-o-herdeiro-do-jedi/

O Herdeiro do Jedi foi o livro que me fez começar a gostar de Luke Skywalker. Os eventos do livro ocorrem logo após a destruição da primeira estrela da Morte. Luke ainda é um aprendiz de Jedi, e mesmo que tenha sido um dos heróis da missão anterior, ainda precisa trabalhar muito para ajudar a Aliança Rebelde. Quando ele recebe a missão de encontrar e resgatar uma alienígena que tem informações vitais para os rebeldes, Luke tem a oportunidade de amadurecer como piloto, guerreiro e até mesmo como Jedi. Um dos destaques positivos desse livro é o elenco de protagonistas e coadjuvantes. Luke tem a companhia da guerreira humana Nakari, jovem e audaciosa, a alienígena matemática Drusil e seu fiel R2-D2. Todos desempenham papel importante na trama e oferecem ao leitor bons momentos e diálogos.

Marcas da Guerra

Editora: Aleph.

Crítica: http://drophour.com.br/livros-e-hqs/critica-star-wars-marcas-da-guerra/

Marcas da Guerra é o primeiro livro da trilogia “Aftermath“. O livro se passa após os eventos ocorridos no episódio VI, quase imediatamente após a destruição da segunda Estrela da Morte. A história alterna entre uma trama principal e pequenos episódios ocorridos pela galáxia com diferentes personagens. A trama principal gira em torno de uma reunião de emergência de ex-soldados imperiais que tentam decidir qual deve ser o próximo passo. Infelizmente para eles, diversas pessoas, por motivos distintos, querem acabar com essa festa de uma vez por todas. O legal desse livro é que ele mostra que é possível fazer uma história dinâmica de Star Wars sem a Força, Jedi ou Sith. Os combates são bacanas, os protagonistas são interessantes cada um a sua maneira e o livro me deixou ansioso para sua continuação, intitulada “Dívida de Honra“.

Kenobi

Editora: Aleph.

Crítica: http://drophour.com.br/livros-e-hqs/critica-kenobi/

Kenobi é o único livro “Legends” dessa lista, ou seja: a história narrada não faz parte do novo cânone da franquia. Mesmo “não valendo”, Kenobi é uma ótima indicação para qualquer fã de Star Wars. Após os traumáticos eventos ocorridos após o episódio III, Obi-Wan se isola em Tatooine para proteger o bebê Luke Skywalker e buscar respostas para seus dilemas existenciais. Nesse processo, Jedi tenta permanecer escondido no planeta para evitar confrontos. Mas quando uma grande ameaça começa a ferir os moradores da região, Obi-Wan se vê obrigado a intervir. O livro me encantou não apenas pelas sequências de ação que mostram a habilidade e esperteza do experiente Jedi, mas também pelas intensas reflexões do personagem. Ele perdeu seu antigo mestre, quase todos os seus amigos e até seu “irmão”, Anakin. Luke Skywalker é a sua nova e última esperança.

Estrelas Perdidas

Editora: Seguinte. 

Crítica: http://drophour.com.br/sem-categoria/critica-estrelas-perdidas-e-uma-apaixonante-historia-do-universo-de-star-wars/

Estrelas Perdidas é um bem romance do universo de Star Wars. Menos focado nas batalhas intergalácticas ou perturbações na Força, o livro conta a história de dois jovens apaixonados. Ciena Ree e Thane Kyrell são dois jovens amigos que sonham em ser soldados do Império. Com tempo, ambos crescem dentro da academia, tornam-se excelentes soldados e começam a nutrir sentimentos diferentes um pelo outro. Entretanto, após a destruição de Alderaan, o casal toma lados diferentes na guerra e seus sentimentos são colocados à prova. O bacana dessa história é que ela leva o leitor a revisitar momentos icônicos da franquia por uma perspectiva mais íntima. Personagens icônicos como como Leia e Han Solo aparecem no livro, mas a estrela é o relacionamento entre Ciena e Thane. É bom variar um pouco o disco e poder conferir um romance apaixonante ambientado nesse universo maravilhoso de Star Wars.

 

Essas foram as minhas dicas de ótimos livros do universo de Star Wars. Conforme eu for lendo e fazendo novas críticas de obras da vertente literária da franquia, ampliarei essa minha lista. E você, tem alguma dica de livro de Star Wars para nos dar? É só comentar aqui! Abraços.

Dê uma olhada na seleção de preços de livros Star Wars que a Amazon preparou para você: http://amzn.to/2vVmxGd

Facebook Comments

Lucas Bastos

Mestre em Comunicação, 7,8 na escala Nerd, fã obsessivo de FMA, Marvel fanboy e defensor da tese de que George Martin é melhor que Tolkien.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *