Review: Hearthstone

Falaremos hoje de um jogo que vem fazendo muito sucesso entre os jogos online e nos canais de e-games pelo mundo, estamos falando do card game da Blizzard, Hearthstone. Trata-se de um game online gratuito anunciado em março de 2013 e lançado, em versão beta fechado, em agosto do mesmo ano. Agora em 2014 ele foi liberado em beta aberto e já se encontra em sua versão oficial. Vou procurar dar um panorama geral do jogo

Em relação à jogabilidade, Hearthstone nos apresenta uma mecânica de jogo simples e com temática baseada em outra franquia da empresa, World of Warcraft. Todas as cartas do jogo tem um custo de cristal de mana e recebemos um cristal de mana a cada turno do jogo, tendo o número máximo de 10 cristais. As cartas se dividem em magias e monstros, basicamente, e os monstros, em alguns casos, possuem habilidades especificas. Além disso, temos que escolher sempre algum dos nove personagens como o nosso herói (os heróis correspondem as classes: Mago, Bruxo, Ladino, Paladino, Xamã, Druida, Guerreiro, Caçador e Clérigo). O objetivo do jogo é causar trinta de dano no herói inimigo antes que ele faça isso com o seu.

O jogo nos disponibiliza algumas cartas básicas e para conseguir o restante das cartas possíveis nós precisamos adquiri-las através de boosters ou através do sistema de criação de cartas (isso funciona basicamente através da troca de cartas por um “pó mágico” que, ao se acumular uma certa quantidade, nós podemos criar outras cartas). Sobre os boosters, podemos compra-los com dinheiro fictício que ganhamos através de missões diária, vitórias consecutivas e prêmios no modo arena.

Ao entramos no jogo temos três modos de jogo: Jogar (dividido em casual e arena), Treino e Arena. Sobre o modo treino, aconselho que joguem com todas as classes até conseguir o nível 10 em cada uma (ao chegar nesse nível você conseguirá todas as cartas básicas e irá se familiarizar com as noções básicas de cada uma das classes). As classes do jogo tem características únicas, por exemplo, o caçador tem uma gama grande de feras e armadilhas para te auxiliar, o bruxo conta com a ajuda de demônios e cards de roubo de vida e por aí vai.

Em relação aos outros modos, começaremos falando sobre o modo Jogo. Nessa opção temos algo parecido com o “arcade” para os jogos de luta, nós escolhemos um deck (pré-montado ou personalizado) e aguardamos por um adversário. O modo ranqueado funciona da mesma maneira, mas, ao vencermos, vamos melhorando nossa posição no ranking oficial da blizzard que é atualizado por temporadas. No modo arena nós precisamos pagar uma inscrição (assim como nos boosters pode ser com dinheiro fictício ou real) e então montamos um deck a partir de cartas aleatórias e que temos sempre 3 opções de escolha para cada carta até completarmos as 30 cartas do baralho. Após a criação do deck, nós jogamos contra outros jogadores a fim de melhorarmos nossas chaves (quanto mais vitórias, melhor a sua chave e quanto melhor a sua chave mais prêmios você ganhará, sendo que você ganha sempre um booster), mas vale ressaltar que nesse modo só podemos perder três partidas por arena. Esse modo de jogo é um pouco mais complicado, ao meu ver, e aconselho que você esteja bem familiarizado com o jogo antes de começar a arena. No entanto, a maneira mais fácil de obter cartas e ouro (o dinheiro fictício) é tendo bons resultados na Arena.

Eu particularmente gosto muito de card games e Hearthstone não me decepcionou nem um pouco. Com uma mecânica simples, temática já consolidada e ótimas estratégias, essa novidade da Blizzard é uma ótima pedida para você que chega cansado do trabalho ou estudo e quer relaxar jogando algo dentro de casa. É isso aí galera, espero que tenham gostado.

Facebook Comments

Mizumoto

Estudante de letras: português-japonês, amante de cinema e telespectador de desenho japonês desde que se entende por gente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *