Review: Gunman Clive

“Bom, bonitinho e barato”

Acredito que não seja o único gamer que, ao decidir se vai comprar ou não um jogo novo, dê a palavra afinal apenas ao checar a carteira. Os jogos no Brasil ainda são muito caros, e a busca por um produto mais barato é tão intensa quanto por um de qualidade. Felizmente, Gunman Clive para 3DS se sai muito bem nos dois quesitos.

Gunman Clive é um jogo de plataforma desenvolvido por Bertil Hörberg e lançado inicialmente para iOS e Android em 2012. Em 2013, o jogo chegou ao Eshop do 3DS e, em 2014, chegaria ao meu conhecimento por uma review positiva da IGN. O que me atraiu na crítica do jogo? Francamente, o seu preço: 3 reais.

maxresdefaultLeitor, Clive. Clive, Leitor

Talvez você esteja se perguntando o que você pode esperar de um jogo que custa míseros 3 reais. Pois bem, vamos à resposta dessa pergunta. Para começar, um jogo que é a essência do gênero Plataforma: andar da esquerda para direita tentando chegar ao fim da fase, desviando de obstáculos, eliminando inimigos, buscando um tempo positivo, etc. Eu sou de uma geração que cresceu jogando Sonic e Mario, reis desse gênero, e me senti bem ao desfrutar desse tipo de experiência novamente.

gunman 2

Tu sabe que é um dia difícil quando o trem começa a cuspir fogo em você

Além disso, Gunman Clive oferece um nível de dificuldade que, francamente, faz muita falta hoje em dia. Concordo em gênero, número e grau com nosso amigo Rafael quando ele diz que atualmente os games são mais fáceis e, consequentemente, menos prazerosos de zerar – caso queiram ler o artigo de opinião do nosso amigo na íntegra, basta clicar aqui: http://drophour.com.br/2014/07/26/opiniao-nao-se-faz-mais-jogos-como-antigamente/ . Esse jogo, por outro lado, foge dessa tendência e oferece desafios complexos, chefões traiçoeiros e um número de fases ideal para não se alongar demais nem ser muito curto. Resultado: muita vibração quando consegui ver os créditos subindo na tela.

Admito que o jogo tem lá seus defeitos. A variedade de armas que seu personagem é bastante limitada, o cenário não é muito diversificado e a ausência de checkpoints durante as fases torna uma morte no fim da fase um pouco mais frustrante do que deveria, já que não é legal ter de refazer um caminho todo, principalmente 8 vezes – e isso acontece com alguma frequência.

gunman 3

Melhor não deixar o pato te tocar, se não você levará dano. É sério

A boa notícia é que algumas dessas falhas parecem já estar em processo de correção, já que o trailer de Gunman Clive 2, lançamento que chegará ao 3DS ainda nessa estação, oferece mais cores, variedade de cenários e chefões ainda mais divertidos.

Considero Gunman Clive um dos melhores jogos disponíveis para um dono de 3DS atualmente. Sua taxa custo/benefício é assustadoramente positiva e a diversão é garantida. Caso ainda esteja na dúvida se deve comprar ou não – tem gente que é muito apegada até mesmo a 3 reais, né – confere aí o trailer

Facebook Comments

Lucas Bastos

Mestre em Comunicação, 7,8 na escala Nerd, fã obsessivo de FMA, Marvel fanboy e defensor da tese de que George Martin é melhor que Tolkien.

Um comentário em “Review: Gunman Clive

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *