Review: Got: The Game – Ep.4 “Sons of Winter”

“Indo além das aparências”

O quarto episódio de “Game of Thrones: a Telltale game series” é todo baseado no quanto as aparências podem nos enganar. Desde toda a trama social na qual Mira cada vez se enrola mais em Porto Real até à arriscada busca de Asher por algum exército capaz de salvar sua família, aprendemos que investigar o passado de nossos amigos e inimigos é essencial ao tomarmos as melhores decisões para nosso futuro.

Onde paramos no episódio 3? (Caso ainda não tenha jogado, sugiro então pular esse e o próximo parágrafo, pois haverá spoilers). Rodrik “The Ruined” Forrester tem cada vez mais problemas em manter Gryff Whitehill na linha. Mira perdeu seu aliado comercial mais forte em Porto Real, Tyrion Lannister, devido aos eventos do casamento do falecido Rei Joffrey. Asher foi “encaminhado” para uma conversa com Daenerys Targaryen, logo após um encontro quase mortal  com seu mais querido filho, Drogon. E Gared se viu obrigado a matar o assassino de sua família em um combate singular. O problema é que ele também era seu mais novo irmão da patrulha da noite.

game-of-thrones-episode-4-sons-of-winter-imagens-pn-n_00007

E a muralha continua linda…

No começo desse episódio o jogador se depara alguns raios de esperança. Rodrik finalmente consegue dar a volta por cima, graças ao apoio de sua prometida (ou não, dependendo das suas escolhas anteriores) Elaena Glenmore, que fornece a ele uma saída para a sua dor de cabeça doméstica chamada Gryff. Daenerys faz um acordo verbal com Asher: um pequeno exército caso o guerreiro ajude-a a conquistar Meeren. Mira volta à estaca zero, mas decide ajudar sua família descobrindo quem é o enviado de Lorde Whitehill em Porto Real e quais são seus planos. O único que se encontra em maus lençóis é Gared, condenado a execução na Muralha por matar um irmão negro.

gameofthrones3Dany, tem um dragão atrás de você. Sério mesmo.

Esse quarto episódio seguiu a vocação da Telltale para produtora de visual novels: praticamente nenhum puzzle e muitas história. Mas o roteiro continua mais inteligente do que nunca, oferecendo a cada passagem uma informação nova, uma reviravolta que faz a trama seguir em frente mais complexa do que nunca. O destaque positivo novamente é do núcleo de Ironrath. Rodrik possui mais uma vez as decisões mais difíceis em mãos. Mira Forrester e o núcleo da capital possui apenas dois segmentos, mas a curta participação da personagem é bem legal, revelando alguns segredos. Gared embarca em uma nova jornada, agora além da Muralha, e a mudança de ambiente é muito bem-vinda. E apesar de um pouco arrastada, a parte de Asher apresenta o jogador uma parte do passado de Beshka, a carismática e desbocada parceira do nortenho.

game-of-thrones-sons-of-winter-pn-ana-2

Elaena maravilha, nós gostamos de você…

De positivo eu destaco a cena da invasão a Meeren, uma das melhores sequências jogáveis que a Telltale já produzidas. Apesar deu gostar de ouvir diálogos e fazer escolhas, às vezes é bom partirmos para a pancadaria e pronto. Outro momento brilhante do roteiro foi a conversa entre Rodrik e Gwyn sobre a família Whitehill, reapresentando ao jogador a figura de Lorde Whitehill por uma perspectiva bem diferente. A busca de Gared pelo North Grove é empolgante, e ficarei muito revoltado se, no fim das contas, ela for completamente inútil para a história. E felizmente tivemos menos problemas nas transições das cenas, com exceção das já tradicionais “travadas” em momentos de ação (Telltale, já tá na hora de consertar isso, né?).

maxresdefault1

Fica de olho nesse teu c* aí hein

De negativo talvez apenas a sensação de que algumas escolhas feitas em episódios anteriores mostraram-se totalmente inúteis até o momento. Eu sei que a Telltale oferece um sistema pré-definido de jogo, no qual a maioria das escolhas alteram apenas diálogos, reações ou relacionamento entre personagens, mas fico com a sensação de que, até agora, pouco interferi na história.

“Sons of Winter”, o quarto episódio de Game of Thrones nas mãos da competente Telltale Games, mantém o ótimo nível do jogo até então e termina deixando o jogador com um gostinho de quero mais (principalmente com relação ao núcleo Ironrath). Agora só nos resta esperar o lançamento do penúltimo episódio, ainda sem data definida.

90

Facebook Comments

Lucas Bastos

Mestre em Comunicação, 7,8 na escala Nerd, fã obsessivo de FMA, Marvel fanboy e defensor da tese de que George Martin é melhor que Tolkien.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *