O fim do efeito 3D nos jogos??? Tomara que sim.

“Adeus 3D e obrigado por nada”

A Nintendo surpreendeu os gamers do mundo todo ao anunciar um novo console para sua extensa linha de portáteis. Trata-se do New Nintendo 2DS XL, uma evolução da sua linha de 2DS, portáteis muito similares aos 3DS, com uma única diferença: eles não possuem capacidade de produzir efeitos 3D nos games. O novo console conta com as mesmas funcionalidades da linha principal: processador mais rápido em relação ao seu antecessor, o analógico adicional e suporte a amiibos estão entre seus principais diferenciais de compra. A única diferença parece ser mesmo, ao menos nessa primeira análise, a ausência do 3D. Deficiência essa brilhantemente compensada, ao meu ver, por um custo total de 50 dólares a menos no valor do produto – são 199 dólares do New 3DS contra os 149 dólares do NEW 2DS.

Agora a pergunta que fica é: vale à pena pagar 50 dólares a menos em um novo console e não ter o efeito 3D nos jogos? Ok, essa é fácil: para mim vale MUITO à pena.

Desde o anúncio do 3DS, o primeiro modelo, eu cornetei a inclusão do recurso do 3D no console e nos games. Motivos? Primeiro: o recurso é desnecessário e em raríssimos casos, acrescenta nada à jogabilidade. Posso citar um jogo como exceção a essa regra: Super Mario 3D Land, no qual o uso do efeito altera sua percepção nas fases, fazendo-o enxergar melhor os caminhos escondidos, plataformas, etc. Mas no geral, o uso do 3D só produz uma consequência direta, que é o segundo motivo pelo qual detesto esse recurso maldito: dor de cabeça. Eu nunca consegui ficar mais de 5 minutos com o 3D ligado em qualquer que fosse o jogo, desde Sonic até Pokémon Y. A terceira razão pela qual sempre fui contra esse negócio é o quanto ele encarecia o preço final dos portáteis: quando a Nintendo anunciou o Nintendo 2DS, os jogadores viram que era possível fazer um console quase igual com um custo final menor em 50 dólares, mais ou menos.

Em resumo: nunca precisamos do efeito 3D e não foi o 3DS que conseguiu criar essa necessidade nos consumidores. Não que a Nintendo ou essa linha de consoles tenha tentado enfiar esse troço na nossa goela sozinhos: tivemos jogos 3D para ps3, TVs 3D, filmes 3D… O cinema em três dimensões ainda persiste e continua nos arrancando dinheiro a cada estreia de filmes da Marvel, por exemplo, e espero ansiosamente pelo dia no qual ele também fracassará.

Nintendo 2DS sem 3D nos jogos

As caixinhas dos videogames, que lindezas 🙂

Mas voltando aos games 3D e ao Nintendo New 2DS anunciado… Esse lançamento significa que realmente veremos o fim dos games em 3D ao menos dentro dos consoles da Nintendo? Eu tenho a impressão que sim. Não apenas pelo lançamento desse console, mas porque a empresa vem tirando esse recurso dos últimos lançamentos. As ultimas versões de Pokémon, por exemplo, nem mesmo se utilizam do efeito 3D nas batalhas, por exemplo. Acredito que a partir de agora raramente teremos algum grande título se preocupando em incluir esse recurso em sua programação.

Gostou do novo anúncio da Nintendo? E se ele significar um passo em direção ao fim do efeito 3D nos games, você aprova? Não esqueça de deixar a sua opinião aqui! Abraços!

Facebook Comments

Lucas Bastos

Mestre em Comunicação, 7,8 na escala Nerd, fã obsessivo de FMA, Marvel fanboy e defensor da tese de que George Martin é melhor que Tolkien.

Um comentário em “O fim do efeito 3D nos jogos??? Tomara que sim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *