Nintendo Switch: o ruim, o bom e o excelente do novo anúncio da Nintendo

“A Nintendo inova (e aposta) mais uma vez”

Hoje a Nintendo mostrou aos fãs, pela primeira vez, o seu novo console “de mesa”, por assim dizer – e já entenderemos porque das aspas. O que antes conhecíamos como Nintendo NX foi oficialmente anunciado como “Nintendo Switch”. O trailer de lançamento nos trouxe a logo oficial, esclarecimentos sobre o design do videogame, muitas promessas e algumas dúvidas.  Vamos analisar agora o que eu considerei ruim, bom e excelente nessa prévia do Nintendo Switch.

Comecemos pelo o que eu achei ruim nesse trailer de lançamento do Nintendo Switch. Faço isso não por ser pessimista ou por estar querendo azarar a gigante japonesa, mas só porque acho melhor citar logo algumas desconfianças que tenho antes de avançarmos para a picanha e o filé mignon desse lançamento. Acho que temos dois grandes perdedores com o lançamento do Nintendo Switch, e eles se chamam Wii U e NEW 3DS. Ok, o funeral do Wii U já era anunciado faz tempo: o único grande jogo que ainda deve sair para o console é o novo Zelda e mesmo assim ele também será lançado para o Nintendo Switch, logo… até logo Wii U e obrigado pelos bons jogos.

Entretanto, o futuro do NEW 3DS nunca pareceu tão sombrio quanto hoje. Uma característica do Nintendo Switch me chamou a atenção e é ela que representa uma ameaça ao portátil: a sua funcionalidade de transformar-se em um portátil. Logo, o que podemos ter na prática, a partir de março de 2017, são dois consoles concorrendo: um com uma diversidade enorme de games a serem lançados e o interesse natural do público por se tratar de um videogame novo (Switch) contra um outro com menos potência, nenhum grande jogo anunciado até então (à época Pokémon Sun & Moon já terá saído) e praticamente nenhum diferencial de compra. E aí, quem vai tirar 1.000 reais do bolso agora correndo para pegar um NEW 3DS no Brasil, por exemplo, sabendo que em Março sai um Switch novinho?

si_n3ds_newnintendo3dsandxl_homepagevideo

E aí, meu filho, o que será de você agora?

Agora chega de cornetas, vamos à parte boa. O que achei bom nesse anúncio? Primeiro, a funcionalidade do videogame. Acho que ele juntará a praticidade do NEW 3DS (e sinceramente não acho que videogames portáteis estão mortos, ao contrário de muitos), os controles fáceis de manusear, uma herança do Wii  (ainda que deva fazer a ressalva sobre o tamanho dos controles, que achei pequenos) e talvez a única grande contribuição do Wii U, a tela que permite jogar sem precisar da TV, além de tornar-se também um recurso legal para curtir uma Netflix, Youtube, etc. E pelo trailer teremos tudo isso em um design bonito e arrojado. Claro que isso não interfere diretamente na jogabilidade, mas dizem que a primeira impressão é a que fica, não é mesmo?

nintendoswitch_hardware-0-0

O Nintendo Switch ficou tão mais atraente que o Wii U que tá dando até pena do meu videogame.

Agora vamos ao que achei excelente. Olhem os games que aparecem sendo jogados no trailer. Temos um Mario qualquer, Mario Kart, o novo e lindo Zelda e também Splatoon. Essas todas são franquias da Nintendo, portanto, já se esperava esse tipo de conteúdo exclusivo e de qualidade no videogame – algo que até o tão criticado Wii U teve em seu ciclo. Mas além desses é possível ver os personagens do trailer jogando também Skyrim e um game de basquete. O que isso significa, na prática? Significa que até mesmo alguns públicos que vinham sendo esquecidos pela Nintendo, em grande parte no Wii e quase que totalmente no Wii U, serão finalmente atendidos pelo Switch. Um Skyrim no Switch significa que um jogador viciado nesse tipo de game finalmente pode considerar um console da Nintendo como opção de compra. Ter os grandes jogos de esportes no Switch – seja de basquete, futebol, hóquei, etc. – significa ter um novo público como consumidor em potencial.

nx_partners

Qual foi a última vez que vocês viram um console da Nintendo com essa gama de empresas parceiras? Salvo engano, acho que desde o Nintendo 64 isso não ocorria. 

Não vou tentar prever aqui se o Nintendo Switch será um sucesso ou fracasso, nem apostarei que venderá 10 mil ou 10 milhões de consoles. Até porque algumas dúvidas ainda pairam no ar: como será o suporte a amiibos? Quais games ou controles de consoles anteriores serão compatíveis com o Switch? E afinal, qual será o preço desse negócio??? O que posso dizer é que essa primeira impressão sobre o novo console da Nintendo me deixou otimista e ansioso. Mais do que pela excelente jogabilidade, mas pela real possibilidade de termos grande apoio das chamadas third-parties, o que resultaria em uma grande oferta de games para o sistema. O Wii U está oficialmente morto e precisaremos olhar com calma para o destino do NEW 3DS, mas definitivamente o futuro chegou. Seja bem-vindo, Nintendo Switch!

OBS 1 : Conforme novas notícias forem aparecendo, vou atualizando a minha análise.

OBS 2: Por favor Switch, chega baratinho aqui no Brasil, porque a ansiedade é grande mas o dinheiro tá curto.

Facebook Comments

Lucas Bastos

Mestre em Comunicação, 7,8 na escala Nerd, fã obsessivo de FMA, Marvel fanboy e defensor da tese de que George Martin é melhor que Tolkien.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *