Crítica: “Sonic Mania” é o melhor jogo da franquia em mais de 20 anos.

Em “Sonic Mania”, a SEGA não apenas presta uma homenagem ao seu mascote, mas também promove o renascimento – em grande estilo – da franquia.

Em 1994, a SEGA orgulhosamente lançava mais um jogo do porco espinho (ouriço?) mais famoso do mundo. “Sonic & Knuckles chegava às lojas e aos corações dos jogadores. Ainda que não tenha sido o melhor título da franquia – inclusive hoje é mais lembrado pelo meme do “& Knuckles” – ele se manteve fiel à fórmula que tornou Sonic um sucesso mundial. De 1994 para cá, bem… foram muitos e muitos erros. Alguns mais bem intencionados. Outros mais grotescos – cof cof Sonic and the Black Night. Tivemos até alguns games que lembraram brevemente os belos dias nos quais o raio azul dominava o mercado de consoles. Mas nenhum jogo nesse meio tempo passou nem perto da qualidade de “Sonic Mania“. Hoje posso afirmar categoricamente: a SEGA acertou. Sonic está de volta. Bem-vindo, amigo.

“Sonic Mania” chegou ao PS4, Xbox One e Nintendo Switch em formato digital. O game é tão leve que provavelmente até os donos de Switch poderão baixá-lo sem problema: ele ocupa menos de 300mb. Outro destaque positivo foi o preço: aqui no Brasil, para ps4, por exemplo, o título custa 65 reais. Bem melhor do que os 200-250 que estamos nos acostumando a pagar nos novos títulos, certo? O jogo chegou com a missão de levar Sonic a sua velha fórmula de sucesso: ação em 2D, no melhor estilo plataforma, correndo alucinadamente, desviando dos inimigos e buscando deter o clássico vilão Eggman – ou Dr. Robotnik, se você é das antigas que nem eu. Nesse game, você pode jogar com Sonic, Tails, os dois juntos ou com o marrento Knuckles.

Fico tão feliz quando um trailer de jogo não me engana…

Referências, Homenagens e Nostalgia.

O game é uma verdadeira máquina de referências. Algumas fases dos games clássicos da franquia foram reaproveitadas – desde Sonic 1 até o Sonic CD. Vários badniks antigos também reaparecem no seu caminho em Sonic Mania. As bonus e special stage do game também são versões remasterizadas de clássicos da franquia. Os velhos escudos comuns, de água, fogo e de raios também estão a sua disposição novamente. Até mesmo antigos chefões retornam para perturbar nosso querido ouriço.

A introdução desses velhos elementos em um game tão novo são uma verdadeira homenagem da SEGA a sua própria franquia. Além disso, essa estratégia também premia o jogador que acompanha a franquia desde os seus primórdios. Ao reutilizar tantos cenários, itens e até inimigos, a companhia praticamente diz ao seu jogador: “ok, eu ouvi vocês, eu entendi que tudo que vocês queriam era um novo velho Sonic”. Inclusive o jogador que tiver uma boa memória será beneficiado em muitos momentos. Algumas partes do cenário ficaram idênticas, inclusive com as mesmas recompensas escondidas esperando por você.

Quantos Tails você já afogou aqui?

A inovação na medida certa

Mas Sonic Mania é mais do um grande remake. Existem novos elementos e recursos muito bem implementados aqui. Algumas dessas fases antigas – a Green Hill, por exemplo – tiveram seus mapas expandidos absurdamente. Agora temos consoles mais potentes, processadores melhores, então vamos aproveitar isso! Agora os cenários não tem apenas 1, 2 ou 3 caminhos possíveis, mas às vezes são mais de 5! É muito fácil se perder em alguns momentos, ficando com dúvidas se era melhor ter pego uma outra rampa ou looping. Os chefões também sofreram alterações: a mecânica de batalha é a mesma somente até certo ponto. Depois disso, amigo, boa sorte aprendendo novamente como derrotá-los. Trilhas clássicas das fases antigas também foram remixadas para esse novo jogo, o que é sempre legal.

Mas o grande destaque positivo nesse quesito ficam para as novas fases introduzidas nesse jogo. Ao todo são 5 novas “zones” pelas quais Sonic deve correr, pular e girar para derrotar Robotnik. Algumas dessas fases são mais inspiradas ou bem-feitas que outras, claro, mas no geral, todas fazem jus aos melhores dias da franquia. Estou ansioso pelas possíveis DLCs que podem sair, contendo novas fases. Ainda que a SEGA tenha se pronunciado falando que não tem planos para isso, bom… a tecnologia atual permite, então vamos sonhar, né?

Das novas fases, essa foi a minha preferida.

Extras!

Quem pensa que ao derrotar o último chefão o jogo acabou, estão muito enganados. Existem diversos modos extras a serem abertos no game. Alguns são mais básicos e/ou bobos, como o clássico modo musical no qual o jogador acessa a trilha do game. Outros são mais divertidos, como o debug mode – no qual você edita a fase como quiser – e o hilário “& Knuckles mode“. Lembra que falei que existia um meme com o nome do clássico game? Então: a SEGA resolveu entrar na brincadeira e criou esse modo no qual Knuckles vira seu companheiro de aventuras! Sim, é possível jogar com Sonic & Knuckles, Tails & Knuckles e até mesmo… Knuckles & Knuckles ??? Isso mesmo!

Esses extras podem ser acessados ao completar as Bonus Stage, disponíveis através dos postes que marcam seu progresso. Já os clássicos argolões te levam a Special Stage e é nela que você deve correr atrás de sua esmeralda. Acreditem em mim: essa brincadeira ficou MUITO difícil. Mas todo mundo sabe que Sonic só se zera 100% quando conseguimos virar Super Sonic, então o sofrimento vale à pena.

Tá pouco de Knuckles, bota mais.

Conclusão

“Sonic Mania” marca o renascimento de uma das franquias mais queridas do mundo dos games. Ele é facilmente o melhor jogo de Sonic dos últimos 20 anos. Recheado de referências e homenagens à história da franquia, rico em inovações para a fórmula de sucesso e eficiente em te viciar e fazê-lo percorrer várias e várias vezes as mesmas fases, esse jogo é tudo aquilo que os fãs do raio azul pediram durante anos e muito mais. Obrigado, SEGA, por finalmente nos ouvir.

 

Curta a nossa fanpage! https://www.facebook.com/realdrophour/

 

Facebook Comments

Lucas Bastos

Mestre em Comunicação, 7,8 na escala Nerd, fã obsessivo de FMA, Marvel fanboy e defensor da tese de que George Martin é melhor que Tolkien.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *