Review: O Lobo de Wall Street

The Wolf of Wall Street (O lobo de Wall Street) é um filme de 2013 que retrata a vida de um homem que decide virar corretor da bolsa de valores, mas seu primeiro dia de trabalho é na Segunda-feira negra, dia 19 de outubro de 1987. Houve uma queda exagerada de ações na Bolsa de Valores de Nova Iorque que levou a sua corretora à falência. Baseado no livro homônimo que conta a vida de Jordan Belfort (Leonardo DiCaprio) e sua saga até fundar uma corretora de sucesso que arrecada milhões por ano e também sua vida de ostentação, sexo e muitas drogas.

A odisseia até fundar a Stratton Oakmont é relativamente curta, mas começa do zero. Sem dinheiro e com muita ambição, Belfort tenta recomeçar sua carreira vendendo ações de baixo valor de empresas pequenas fora do pregão da bolsa. Diferente do antigo trabalho em Wall Street, a nova empreitada de Jordan se mostra bem mais lucrativa e junto de Donnie (Jonah Hill) decide fundar a empresa em uma garagem de um amigo contratando traficantes de maconha como corretores.

lobo 1

O personagem principal desempenhando o papel de narrador-personagem permite que este faça observações cômicas de seus pensamentos. É interessante observar a diferença entre o papel de Leonardo DiCaprio neste filme em comparação com o papel em “The Great Gatsby”. No segundo filme, ele interpreta um homem rico, romântico e transtornado pelo amor há muito tempo perdido, mas em “O Lobo de Wall Street” temos um homem ganancioso que esbanja o típico sonho americano. DiCaprio vai da comédia ao drama em uma atuação que exigiu momento de um Showman chefe motivador a um desesperado lavador de dinheiro perseguido pelo FBI. Uma variação que passa por cenas de drama, comédia com bastante humor-negro e sexo depravado.

A direção e produção são de Martin Scorsese, famoso por documentários, que faz um excelente trabalho e não deixa de, mais uma vez, colocar uma de suas marcas: A ambientação em Nova Iorque. Não espere um tour amplo na cidade, o filme foca nos escritórios, boates e em monumentos icônicos de Wall Street (neste ponto Scorsese firma a imagem da rotina de um empregado na New York Stock Exchange). Ressalto que sua última direção cinematográfica tinha sido Hugo, aqui no Brasil titulado de A invenção de Hugo Cabret, que apresenta um roteiro totalmente diferente. Do lado de Wall Street, com mulheres peladas e muitas e variadas drogas, sua última direção vira um filme de criança (perdão pela piada).

lobo 2

Sem dúvidas é um filme para quem gosta de ver as coisas acontecerem e ver quem realmente gasta dinheiro. Excelente e motivador, mas que não deve agradar todos (principalmente os leitores mais sensíveis e moralistas). Minha dica é: caso você não se enquadre por completo nesses quesitos, veja o filme. Caso contrário, não vejam, pois a película utiliza seu alívio cômico nas cenas de sexo e exibicionismo com observações preconceituosas do narrador (O que torna um dos pontos positivos e controversos desta bela obra).

PS.: Acho que eu vi todo mundo no elenco fazer sexo e usar drogas.

Facebook Comments

Ultimate Serrão

Cool as Fuck

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *