Review: CCXP – Dia 6

” Uma tarde no Auditório Thunder “

A equipe da Drop Hour teve orgulho de participar da 1ª Comic-Con Experience, evento realizado em parceria Omelete e Chiaroscuro Studios, ocorrido de 4 a 7 de dezembro desse ano, no espaço São Paulo Expo. A iniciativa, inédita em terras brasileiras, contou com patrocinadores de peso, como Marvel, Sony, Disney e Netflix, além de atrações internacionais, como o ator Jason Momoa e o roteirista Scott Snyder.

Já que somos geeks de carteirinha, óbvio que fomos prestigiar o evento. Infelizmente só conseguimos participar dos últimos dois dias – 6 e 7 – mas foi o suficiente para ter o gostinho dessa ideia de sucesso. Bem divulgado e com muitos méritos em sua organização, a Comic-Con Experience é uma prova que o mercado brasileiro pode alcançar novos patamares no que tange ao mundo geek. Nesse texto, contaremos sobre como foi nossa participação no dia 6.

ccxpPrazer, CCXP.

No dia 6 pudemos ter a noção do desafio que é organizar um evento do gênero. O transporte para o local da Comic-Con era muito simples: o metrô deixava perto da São Paulo Expo e ainda havia vans oficiais que faziam o transporte regular dos convidados para o centro de conferências – de graça! Os primeiros problemas só foram aparecer na entrada: uma longa fila, que às vezes chegava à 2 horas de espera, desanimava nós e outros geeks. Afinal, ficar debaixo do sol, num sábado de manhã, seguindo uma longa fila não é o sonho de consumo de ninguém? Felizmente, o que vimos lá dentro superou esses incômodos.

20141206_102208Dentro da van, no ar condicionado, era mole ficar animado assim

No sábado, nossa equipe decidiu priorizar as atrações do Auditório Thunder. Por mais que a fila tivesse nos feito perder a exibição de “Operação Big Hero”, novo filme da Disney, chegamos à tempo de assistir à palestra de Maurício de Souza sobre sua obra e a adaptação paras as graphic novels da MSP. Maurício de Souza, simpático e carismático como de costume, contou sobre seu trabalho, a inspiração para cada personagem, o desafio de entregar personagens tão íntimos para outros roteiristas…o único ponto negativo foi que os autores das graphic novels, como Danilo Beyruth (Astronauta: Magnetar e Astronauta: Singularidade) , por exemplo, não tiveram oportunidade de comentar sobre o seu trabalho.

IMG_20141206_121403

Pode não parecer, mas isso era uma fila organizada com destino ao auditório Thunder…

A palestra seguinte foi um bate-papo super especial intitulado “Lembranças da Terra Média”, com direito à ilustre participação de Sean Austin (Sam) e  Brad Dourif (Grima Língua-de-Cobra). A conversa girou em torno da experiência de participar de uma das trilogias de maior sucesso da história dos filmes. Sean foi o grande destaque do painel: irreverente, mostrou conhecimento sobre a cidade de São Paulo, destacou a importância de ter feito parte de uma obra que ficará para a posteridade e ainda convidou o público a fazer o juramento dos Goonies – falando em português!. Sem dúvida um momento inesquecível.

banner_tv_sean_astinUma das grandes atrações do evento (não era permitido tirar fotos dentro do auditório, então não temos material próprio sobre a maioria dos painéis, sorry).

O próximo painel foi o “Crônicas de Game of Thrones”, com a presença de Jason Momoa (Khal Drogo) e  Lino Facioli (Robin Arryn). E mais uma vez um dos convidados roubou a cena: Jason Momoa apresentou-se de forma brilhante, mostrando-se um ator carismático, divertido e imprevisível. Jason não se esquivou de perguntas polêmicas, como as sobre a sua primeira relação sexual com Daenerys, disse que tem vontade de voltar à série e respondeu pacientemente todas as perguntas: inclusive, em uma delas, abraçou uma fã que disse ter ficado triste após a morte do seu personagem. Lino, por sua vez, parecia intimidado pelo público, e diversas vezes se perdeu nas suas respostas.

JasonMomoa321312Jason Momoa, mais simpático e divertido do que 53.218 atores brasileiros

O quarto painel assistido pela Drop Hour foi o sobre o filme “Operação Big Hero”. Como o filme já havia sido exibido mais cedo, o painel ofereceu apenas uma visão geral sobre a obra. Trechos do longa foram exibidos, além de concept arts e storyboards. Infelizmente a apresentação foi prejudicada por problemas técnicos: o sistema de áudio não estava 100%, e como os trechos apresentados eram dublados, muita informação se perdeu. Além disso, em determinado momento da exibição houve um mal funcionamento da projeção, interrompendo assim o andamento do painel.

bighero6p1A nova aposta da Disney: Operação Big Hero

O quinto painel, e talvez a grande surpresa da tarde, foi o da Pixar Studios. O apresentador foi ninguém menos que o presidente da empresa, o sr. Jim Morris. Jim apresentou um trecho de quase 10 minutos da nova animação da empresa, o “Divertida Mente”. Detalhe: além do material ser divertidíssimo, ainda era totalmente exclusivo – ninguém no mundo já havia visto! Além dessa surpresa, Jim ainda exibiu com igual exclusividade o curta “Lava”, programado para estrar nos cinemas junto com “Divertida Mente”. Ah, e ainda tivemos perguntas importantes sendo respondidas: haverá “Os Incríveis 2”? Sim, e a produção começa em breve. Quando veremos o tão esperado “Procurando Dory?” Provavelmente em 2016, disse ele.

Divertida-MenteFiquem de olho nesse filme. SÉRIO MESMO, tem tudo para ser um dos grandes da nossa década

O painel seguinte era o mais esperado do dia, talvez até de toda a Comic-Con: “Vingadores: A era de Ultron”. Era a chance de fãs da Marvel e de HQs em geral de saber mais informações sobre o novo filme da Casa das Idéias. Infelizmente, vimos um painel bem diferente. Simplesmente NENHUM conteúdo exclusivo foi apresentado. Tudo que vimos foram 3 vídeos: uma retrospectiva das fases 1 e 2 dos filmes da empresa; o trailer do novo longa; e o teaser de “Avengers: Infinity War”. Todos eles podem ser encontrados no youtube: não precisávamos ter ficado 6 horas na fila para assistir isso. No mais, assistimos 45 minutos de bate papo entre os apresentadores do Omelete, conteúdo que também podemos assistir em casa. Então, qual foi o sentido do painel, afinal? Uma palavra definiu esse momento da Comic-Con: fracasso. Ao fim da conferência, pelo menos 1/3 do público se retirou do local, inclusive nós mesmos, também para dar chance a outros fãs de participar das conferências que ainda aconteceriam no auditório.

10834130_763266493742471_1857132511_nEssa foto nunca foi vista antes. Mas todos os trailers exibidos no painel de Vingadores, já.

Essa foi a nossa participação no dia 6 da Comic-Con Experience. Não deixe de conferir nossa review sobre o dia 8, o último da primeira edição: http://drophour.com.br/2014/12/10/review-ccxp-dia-8/

Facebook Comments

2 comentários em “Review: CCXP – Dia 6

  • 30 de dezembro de 2014 em 15:38
    Permalink

    Eu fui no sábado e consegui ver a pré estréia, do Big Hero, que por sinal achei muito bem feito, e ainda ganhei uma bolsa exclusiva que eles colocaram nos encostos das cadeiras, rsrs.
    Meu plano era ficar até o fim do dia do auditório, mas assim como vocês e 1/3 do público, eu sai após o decepcionante painel dos Vingadores.

    P.S.: Apenas rindo do “Essa foto nunca foi vista antes. Mas todos os trailers exibidos no painel de Vingadores, já.”

    Resposta
    • 31 de dezembro de 2014 em 19:17
      Permalink

      Bom, acho que você e muita gente devem ter se divertido ao ver minha reação depois daquele painel MARAVILHOSO ( ¬¬) dos Vingadores, né? Nem comentarei mais nada sobre o assunto, ainda não me recuperei da decepção, hahahah

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *