Opinião: Aposta Oscar 2017

O Oscar 2017 está chegando e aqui na Drop Hour estamos já na expectativa e nos preparando para os bolões. Por isso, para te ajudar no seu também, vamos apresentar nossas apostas para as principais categorias: Melhor filme, melhor diretor, melhor ator e atriz, principal e coadjuvante!

Melhor ator coadjuvante

Indicados:

 Mahershala Ali – Moonlight: Sob a Luz do Luar

Jeff Bridges – A Qualquer Custo

Lucas Hedges – Manchester à Beira-Mar

Dev Patel – Lion: Uma Jornada para Casa

Michael Shannon – Animais Noturnos

Vamos começar com os coadjuvantes. Nessa primeira categoria já temos grandes nomes, alguns consagrados como Jeff Bridges e alguns novatos como Lucas Hedges. Embora a disputa seja acirrada, já que esse ano tivemos o prazer de ter grandes filmes e atuações que condizem com os mesmos, acho que a atuação de Mahershala Ali se destaca dentre as demais.

Embora o personagem de Ali apareça apenas no primeiro ato do filme, a sua importância para a trama perpetua durante todo o longa. Sua atuação, que já vem se destacando desde House of Cards, impressiona no papel de um traficante de drogas que guia o protagonista de Moonlight. Por mais que Bridges seja um monstro no cinema, sua atuação no faroeste moderno não inova e nem desponta como a atuação de Ali.

Aposta do redator: Maheshala Ali

Obs.: Vale um puxão de orelha da academia por colocar Dev Patel nessa categoria já que o ator deveria estar concorrendo para melhor ator principal. Ainda que tenha uma boa atuação na comovente história real de Saroo Brierley, Patel não me convenceu a ponto de ganhar a estatueta.

Melhor atriz coadjuvante

Indicados:

Viola Davis – Um Limite Entre Nós

Naomie Haris – Moonlight: Sob a Luz do Luar

Nicole Kidman – Lion: Uma Jornada para Casa

Octavia Spencer – Estrelas Além do Tempo

Michelle Williams – Manchester à Beira-Mar

Uma das categorias mais seguras, eu diria. Ainda que tenhamos muitos nomes de destaque e vencedoras do Oscar em outros anos, temos uma das queridinhas da atualidade que, com muito mérito, faz por merecer.

Viola Davis vem como grande favorita nessa categoria e sua atuação no teatral “Um limite entre nós” é intensa, emocionante e marcante. Uma personagem que vai ganhando espaço dentro dos (quase) monólogos de Denzel Washington e que brilha nos seus discursos. Viola Davis intensifica o drama familiar apresentado no filme e impressiona por fazer um papel de dona de casa, algo que foge da sua zona de conforto, principalmente se analisarmos a mulher que é na vida real. Por isso, por mais que tenhamos grandes estrelas indicadas na categoria, seria uma surpresa se Viola não ganhasse.

Aposta do Redator: Viola Davis

Melhor Ator Principal

Indicados:

Casey Affleck – Manchester à Beira-Mar

Andrew Garfield – Até o Último Homem

Ryan Gosling – La La Land: Cantando Estações

Viggo Mortensen – Capitão Fantástico

Denzel Washington – Um Limite Entre Nós

A categoria mais difícil de opinar. Grandes atuações, filmes de grande destaque e atuações que, literalmente, carregam os filmes. Qualquer um que ganhe aqui seria mais do que justo, mas se fosse para apontar um “menos favorito” eu iria com Ryan Gosling que, embora tenha se dedicado para o papel, está um tom abaixo do restante da produção de La La Land.

Mas, mesmo com uma disputa tão parelha, tenho que escolher um para apostar e minha aposta fica em Casey Affleck. Embora não tenha me convencido totalmente na sua atuação, não dá para negar que o personagem de Affleck se encaixa perfeitamente naquela melancolia que Manchester à Beira-Mar se propõe a criar. Um filme intenso e com discussões sérias sobre depressão precisava de um personagem principal que se mostre realmente afetado pelos seus problemas e Casey Affleck nos entrega tal personagem no papel de Lee Chandler. Embora eu tenha gostado mais de outras atuações como a de Andrew Garfield, acredito que Affleck ganhe com seu agoniante personagem que precisa lidar com seu passado em Manchester.

Aposta do Redator: Casey Affleck

Melhor Atriz Principal

Indicados:

Isabelle Huppert – Elle

Ruth Negga – Loving

Natalie Portman – Jackie

Emma Stone – La La Land: Cantando Estações

Meryl Streep – Florence: Quem é Essa Mulher?

Mais uma categoria que, embora tenha grandes nomes, parece muito fácil de apostar. As atuações femininas para o Oscar de 2017 são o grande destaque, sem dúvida. Grandes papeis em ambas as categorias, mas também com duas grandes favoritas e que, na disputa para principal, é Emma Stone.

Embora Isabelle Huppert tenha muito mérito pelo seu papel em Elle e, quase literalmente, carregue o filme, é quase impossível não apostar na queridinha do momento Emma Stone. La La Land é um filme que caiu nos braços da crítica e muito dessa aceitação vem pela personagem de Stone e o seu carisma em tela. Ainda que não seja uma cantora e muito menos dançarina, a sua atuação no musical emociona e sua capacidade de mudar expressão facial nas cenas de audição são o ponto que nos faz pensar “ok, essa mulher merece ganhar esse prêmio”. Mesmo concorrendo com atrizes que estão em filmes com destaque próprio para elas (como já citamos em Elle e no caso de Jackie com Natalie Portman), fica difícil não apostar em alguém que vem ganhando todas as premiações pré-Oscar.

Aposta do redator: Emma Stone

Obs.: Mais um puxão de orelha para a academia nessa categoria por não colocar Amy Addams por sua atuação em “A Chegada” na disputa. Embora Meryl Streep tenha muito peso na história do cinema, a atuação de Addams foi visivelmente injustiçada nessa categoria e deixaria a disputa ainda mais parelha se estivesse no local de Streep nessa categoria.

Melhor Diretor

Indicados:

Denis Villeneuve – A Chegada

Mel Gibson – Até o Último Homem

Damien Chazelle – La La Land: Cantando Estações

Kenneth Lonergan – Manchester à Beira-Mar

Barry Jenkins – Moonlight: Sob a Luz do Luar

Na disputa pela direção, os novatos têm tudo para se destacar. Ainda que Mel Gibson venha com muito peso e numa reerguida, Villenueve seja um dos preferidos da crítica do momento e Lonergan tenha criado algo incrível com Manchester, a disputa real está entre Chazelle e Jenkins.

Por um lado, temos a magia do cinema sendo retratada em um musical que bebe da fonte dos clássicos, mas ao mesmo tempo cria a sua própria formula. De outro, vemos a discussão racial e luta pessoal contra as drogas na periferia de Miami. Filmes que passam longe um do outro, mas que seus diretores nos entregam longas com temáticas e visões de mundo bem distintas, mas de grande impacto para o público e que serão lembrados, com certeza. No entanto, assim como na aposta em Emma Stone, acredito que Chazelle acabe levando a melhor  pelo apoio da crítica e por estar provando que Whiplash não foi um golpe de sorte e o diretor tem muito para oferecer à sétima arte.

Aposta do redator: Damien Chazelle

Melhor Filme

Indicados:

A Chegada

Até o Último Homem

Estrelas Além do Tempo

Lion: Uma Jornada para Casa

Moonlight: Sob a Luz do Luar

Um Limite Entre Nós

A Qualquer Custo

La La Land: Cantando Estações

Manchester à Beira-Mar

Uma das disputas mais interessantes dos últimos anos e com todos os filmes fazendo jus a sua indicação. Ainda que tenhamos um favorito, qualquer um desses nove filmes poderia ganhar. Com uma diversidade temática interessante e com um destaque notório para discussão racial (três dos nove falam sobre a questão dos negros), temos aqui um ano para comemorar a ótima safra.

No entanto, temos um franco favorito na categoria que é La La Land. Um filme feito nos moldes do Oscar e com muita qualidade, o musical ambientado em Hollywood encantou o público e a crítica e vem ganhando todas as premiações por onde passa. A história de amor de Sebastian e Mia nos apresenta um musical que já pode ser considerado uma referência do gênero e que chama atenção pela sua qualidade técnica e cuidado com os mínimos detalhes. Por isso, fica fácil a aposta em La La Land nessa categoria, ainda que eu não ficasse surpreso e muito menos desapontado com qualquer outro vencedor da lista.

Aposta do redator: La La Land

E assim chegamos ao fim das apostas. Em um Oscar de grandes filmes e muita disputa, fica ainda mais interessante escolher os seus favoritos e torcer!

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *