7 excelentes músicas que descobrimos através de um game.

Jogar videogame é muito mais do que simplesmente apertar botões, passar de fase ou vencer partidas. É imergir na história, perder-se em um mundo distinto, aventurar-se em um novo mundo com novas experiências. Quando jogamos, uma tipo de descoberta que podemos fazer é musical. Às vezes descobrimos uma canção em meio a um game e ela torna-se uma espécie de ícone daquela aventura. Sempre que ouvimos essas músicas, lembramos das boas – e muitas – horas dedicadas aquele jogo.

Esse é um texto escrito em parceria entre os colunistas do site. Nele, o Lucas Bastos (Luklab), Mizumoto, Rafael, Serrão e Alexandre dizem quais músicas eles descobriram graças a um jogo e porque elas tornaram-se tão marcantes em suas vidas. Além de apresentar a música, também vamos apontar em qual jogo ela foi ouvida pela primeira vez pelo colunista que a indicou. É importante ressaltar que nesse texto escolhemos listar apenas músicas, ou seja, canções com melodia e letra: trilhas sonoras de franquias como Mario, Sonic, Zelda etc., mesmo sendo lindas, não compõe essa seleção. Sem mais delongas, vamos à lista!

To all of you – Syd Matters

Jogo: Life is Strange

Colunista: Lucas Bastos (Luklab)

Essa música me remete ao início de Life is Strange. Lembro que de cara o jogo me encantou pela proposta do enredo: controlar uma jovem fotógrafa, Max Caulfield, que descobre ter poderes de fazer o tempo retroceder. Quando essa música toca pela primeira vez, entretanto, ela ainda não tem esses poderes incríveis, então sua vida é um pouco mais simples. Problemas pequenos, cotidianos, são os grandes obstáculos da vida de Caulfield. Ela é apenas mais uma garota americana. Enxergar o mundo pelos olhos – e lentes – de Max foi uma das experiências mais legais que tive em um jogo. Quando ouvi essa música, percebi que estava diante de um jogo diferente e especial. E eu não estava errado.

Stop for a Minute – Keane ft. K’naan.

Jogo: Pro Evolution Soccer 2011

Colunista: Lucas Bastos (Luklab)

Em minhas andanças pelo universo dos games de futebol, cheguei a uma conclusão: as trilhas sonoras de PES normalmente são muito melhores que as de FIFA. Essa música é do PES 2011, talvez o game de futebol que eu mais tenha jogado na vida – em número de horas. Ela sempre me remete aos momentos entre as partidas: a tensão das negociações, a decisão de quais jogadores deveriam ser escalados, a frustração após a perda de um título ou a euforia decorrente de uma vitória inesperada. Ainda que a letra tenha nada a ver com futebol, sempre pensei que ela combinava com o esporte. Ela tem a energia certa para esses momentos pré e pós jogos. Até hoje não consigo ouvi-la sem lembrar daquele meu time campeão de tudo na Master League.

Take us Back – Alela Diane

Jogo: The Walking Dead – A Telltale Game Series (SEASON ONE)

Colunista: Lucas Bastos (Luklab)

A música que encerra o game (SPOILER), Take us Back é o final melancólico perfeito para uma das histórias mais tristes já contadas. A música acompanha o tom do jogo tanto na melodia quanto na letra. O ritmo folk encaixa muito bem com a ambientação rural e rústica de The Walking Dead. A letra fala, quase o tempo todo, de tempos mais simples os quais a vida era boa e o amor ainda existia. O próprio título da música (Take us Back – “Leve-nos de volta”) traduz o apelo de Lee, Clementine e do próprio jogador durante o avançar da história. Tudo que nós queremos é que, por favor, nos levem de volta para a época na qual todas essas coisas boas ainda existiam. Confesso que da primeira vez que ouvi a música, eu chorei. Hoje, anos depois do meu primeiro encontro com a música, ainda me emociono.

Calling – SQUARE ENIX

Jogo: The World ends with you. 

Colunista: Alexandre Maquim.

Essa musica me lembra muita coisa.  Uns 7 anos atrás, quando eu comprei o meu DS, The World Ends With You deve ter sido uns dos meus primeiros jogos, junto com Elite Bits. Ela representa para mim: um período da minha vida (faculdade) que nunca mais vai voltar. Essa música não tem nada de mais, mas mexe muito com as minhas memórias.

No Cigar – Millencolin

Jogo: Tony Hawk’s Pro Skater 2.

Colunista: Lucas Mizumoto.

No Cigar, do Millecolin, talvez não seja a música mais lembrada da maravilhosa trilha sonora de Tony Hawk’s Pro Skater 2, mas é uma das que mais me marcaram. Skate e Hardcore são coisas que sempre andaram juntas e em um jogo como esse não poderia ser diferente. Lembro das tantas vezes que estava jogando com Steve Caballero, rezando para o boneco não cair e usando os rifes de guitarra dessa música para me guiar pelo ritmo em sintonia com as manobras.

Blinded in Chains – Avenged Sevenfold 

Jogo: Need for Speed Most Wanted.

Colunista: Rafael. 

Essa música me faz lembrar dos velhos tempos em que a saga de Need for Speed era um jogo obrigatório. Foram muitas tardes com o meu PS2 jogando Most Wanted, correndo pelas estradas com aquele carro clássico tunado, fugindo da polícia ou disputando aquela corrida impossível contra o carro roubado da máquina. Tudo isso ao som daquele rock maroto que sempre dava mais energia, como se não houvesse nenhuma preocupação exceto me divertir.

TNT – AC/DC

Jogo: Tony Hawk’s Pro Skater 4.

Colunista: André Serrão. 

Na época eu andava muito de skate, mas ainda era um nerdão de óculos. Descobri que um dos skatistas profissionais era um brasileiro. Procurando na internet eu me surpreendi: era o meu char favorito, justo o que usava óculos. Foi a consolidação do vício do videogame com o esporte. Hoje tenho uma foto com ele, Bob Burnquist, na parede do meu quarto. Eu emulo esse jogo até hoje.

 

Essa foi a nossa lista de músicas que descobrimos através de games e que até hoje nos trazem doces memórias. E você, quais canções você conheceu enquanto jogava? Comente aqui quais musicas marcaram sua vida gamer!

 

Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *