Review: Tsumitsuki

A indústria de mangás no Brasil vem crescendo bastante e as editoras vem explorando novos formatos e novas temáticas para além do clássico “shounezão”. Seguindo essa “nova linha” a JBC anunciou, em maio deste ano, o mangá one-shot “Tsumitsuki” do autor Hiro Kiyohara.

A princípio eu fiquei meio pé atrás por conta do autor. Kiyohara, para quem não sabe, é autor no mangá Another que teve um anime até recente e que, pelo menos para mim, foi uma grande decepção.  No entanto, a premissa do mangá me pareceu interessante e por ser tratar de um one-shot eu achei que valia correr o risco e conferir.

A história se passa numa cidade no interior do Japão conhecida pela lenda urbana dos Tsumitsuki, espíritos que se alimentam do remorso das pessoas. A proposta do mangá é bem clara, trazer uma lenda urbana e criar toda uma atmosfera de terror psicológico, e o autor trabalha bem com essa premissa. Embora seja um conceito um pouco diferente de terror (se você tá acostumado com gore e afins), a tensão psicológica de Tsumitsuki é bem interessante, ainda mais por abordar um sentimento corriqueiro (a culpa) consumindo, literalmente, as pessoas.

O mangá é divido em 5 capítulo. No primeiro capítulo temos Chinatsu Takada, uma garota que mudou-se recentemente para tal cidade e que conhece a tal lenda a partir de Kuroe, um garoto da sua escola e que mora no templo da cidade. A princípio eu achei que fosse uma história linear, mas não é bem assim (não darei mais detalhes para evitar spoilers). Cada capítulo temos uma pessoa diferente tendo contato com os Tsumitsuki e o único personagem recorrente é o Kuroe que vamos percebendo que é algo muito além de um simples estudante. O interessante do mangá é a maneira como cada um dos personagens se relaciona com o demônio da culpa e ver o que os levou a ter tal relação. Temos culpa por amor, vingança, redenção…

Vale ressaltar a belíssima arte de Kiyohara que era um dos pontos altos de Another e que se repetiu em Tsumitsuki. Os cenários bem desenhados, personagens expressivos, boas cenas de ação são uma obra de arte a parte. E também é válido ressaltar o trabalho da JBC que trouxe páginas coloridas, capa interna colorida (uma ótima ilustração diga-se de passagem) e o papel de boa qualidade.

Com isso posso dizer que Tsumitsuki foi uma boa aposta que eu fiz e recomendo bastante para quem gosta de histórias de suspense e terror. O valor do mangá é o padrão da JBC (R$ 13,90) e por se tratar de um one-shot, não há aquela preocupação de comprar religiosamente todo mês. É isso galera, espero que tenham gostado e não deixem de comentar caso já tenham lido ou após de ler o mangá!

Facebook Comments

Mizumoto

Estudante de letras: português-japonês, amante de cinema e telespectador de desenho japonês desde que se entende por gente.

Um comentário em “Review: Tsumitsuki

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *