Corrente de Review: Noein – Mou hitori no kimi e

Na nossa primeira participação da corrente de review organizada pelo Anikenkai, trazemos a review de Noein. Confiram nossa review que apresenta conceitos surpreendentes sobre física Quântica de espaço e tempo.

Noein é um anime de ficção cientifica que tem como diretores Kazuki Akane e Kenji Yasuda , foi produzida pelos estúdios Satelight e durou de dezembro de 2005 ate marco de 2006 com exibição no Japão pela Chiba TV num total de 24 episódios ,e posteriormente, teve transmissão em outros países como EUA e Australia

A história começa em um futuro alternativo durante uma batalha devastadora entre dois “tempos-espaços”(timespaces). La’cryma, uma possibilidade de um futuro para humanidade, e Shangri’la, uma dimensão baseada na destruição de todo o tempo-espaço. Um grupo de La’cryma identificado como “Cavaleiros do Dragão” está atrás de um poderoso artefato chamado “Toque do dragão” (Ryu no Toruku), um artefato que, supostamente, seria capaz de cessar a invasão do povo de Shangri’la e salvar o mundo.

Enquanto isso, num tempo-espaço localizado 15 anos antes, a jovem Haruka Kaminogi vive com seus amigos Yu Goto, Ai Hasebe, Isami Fujiwara e Miho Mukai. Após ouvirem um boato sobre um fantasma de capuz preto, o grupo de amigos revolve investigar e durante essa investigação Haruka encontra com Karasu, um dos cavaleiros dragão de La’cryma. Nesse encontro Karasu descobre que a menina possui o torque do dragão e acaba envolvendo a jovem Haruka no conflito pelo tempo-espaço.

Noeim é um anime bem diferente dos que eu costumo acompanhar normalmente. Geralmente quando penso em anime de ficção cientifica, vem na minha cabeça logo a mecha como afranquia Gundam ou Code Geass. No entanto, esta obra aborda conceitos bem diferentes do “universo mecha”. Em Noein somos apresentados aos conceitos da física Quântica de espaço e tempo que embora sejam apresentados de maneira exagerada, são conceitos pertinentes como os de múltiplos espaço-tempo (Hugh Everett), a interpretação de Copenhagen (o papel desempenhado pela Haruka vem deste conceito) entre outros. Essa abordagem acaba dando um tom diferencial obra que que foi exibida pelo canal Sci-fi nos EUA.

Outro ponto que me deixou muito surpreso foi a qualidade gráfica do anime. Considerando que ele foi produzido em 2005, a obra tem uma qualidade em CG muito boa que não fica atrás dos animes produzidos hoje em dia. Portanto, ponto positivo para o estúdio Satelight pelo ótimo trabalho feito em relação a Noein também outro diferencial para a obra.

Noein pode parecer um pouco parado e confuso no início, mas ao desenrolar da trama o telespectador vai entendendo o conteúdo abordado e o direcionamento da obra e, pelo menos no meu caso, isso vai nos instigando para acompanhar o desfecho. Se você é fã de ficção cientifica, eu recomendo que assistam uma chance à ótima obra. Com personagens cativantes, introdução de elementos pouco abordados e uma história bem trabalhada, Noein é um anime que pode surpreender até mesmo amantes de sci-fi.

———

E essa foi nossa review de Noei – Mou Hitori no Kimi! Agora, continuando a corrente, passamos a vez para o AnimeCote com a indicação de The Vision of Escaflowne. Apesar de ser um anime relativamente velho (1996), nosso colunista, Lucas Mizumoto, considera uma obra bem interessante (e saudosista) com elementos de vários gêneros (shoujo, mecha, shonen, steampunk) que criam uma harmonia entre si. Por isso, fica aí a nossa indicação!

Facebook Comments

Um comentário em “Corrente de Review: Noein – Mou hitori no kimi e

  • 14 de novembro de 2014 em 21:56
    Permalink

    e eu achando que vocês iriam odiar a minha indicação, eu indiquei pra poder conhecer a obra e vcs me animaram muito mais a ve-la.
    Parabens ótima Review!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *