Primeiras Impressões: Temporada de Primavera (Parte 2)

Dando continuação as primeiras impressões dos animes dessa temporada, vamos agora analisar dois dos que coloquei na minha lista de apostas! Caso queira ver os animes analisados pelo Roberto clique aqui

Boku no Hero Academia

Como disse no post de apostas, não sabia quase nada de Boku no Hero a não ser o sucesso que o mangá vem fazendo e pelo menos esse primeiro episódio me fez entender um pouco o motivo.  Além da ótima animação que foi apresentada, a direção parece ter tomado a decisão levar a série no seu tempo, sem apressar nada.

Nesse primeiro episódio vemos a construção daquele mundo através da “deficiência” de Izuku e ao mesmo tempo vemos a sua determinação em se tornar um herói de qualquer maneira. Uma coisa que vi algumas pessoas reclamando foi a falta de ação desse capitulo, mas sinceramente não vi esse problema. O episódio tem algumas cenas de luta legais e apresenta alguns dos personagens que suponho que sejam relevantes (o rival com poder de fogo e o herói mais popular lá). Continuarei assistindo e devo dar uma chance ao mangá em breve.

Koutetsujou no Kabaneri

Um dos animes que eu estava mais ansioso para assistir e felizmente correspondeu a minha hype! Esse primeiro episódio de Kabaneri foi realmente um “Shingeki no Kyoujin com trem” como várias pessoas tem falado, mas a animação que me cativou no trailer continuou me cativando durante o episódio.

Como disse no post de apostas, eu não gosto muito desse tipo ambientação pós apocalíptica, mas esse episódio me fisgou pelo embate filosófico entre esperança e dever que o principal apresenta. As cenas de ação (apesar de poucas) também empolgam e talvez será o real atrativo, principalmente para a galera mais nova.

No entanto, tenho uma crítica ao episódio, os personagens. Apesar de ser um episódio introdutório, fiquei realmente incomodado com a exposição do cenário em que a série se ambienta e falta de explicação dos personagens. Acredito que isso seja desenvolvido no decorrer dos episódios, mas acho que foi meio desnecessário colocar várias personagens em um episódio que tem como foco basicamente falar o que são os Kabaneri e porque o personagem principal tem esperança de que o mundo possa melhorar.

No geral eu gostei bastante do anime e continuarei acompanhando, mas tenho algumas ressalvas de acabar sendo um Shingeki no Kyoujin tão genérico quanto.

E vocês, o que acharam dessas duas estreias? Tem algum anime que gostaram mais? Deixa aí nos comentários!

Facebook Comments

Lucas Mizumoto

Professor de japonês, amante de cinema e telespectador de desenho japonês desde que se entende por gente .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *