Primeiras impressões: Denkigai no Honya-san

Agora em outubro começou mais uma temporada de animes, só que dessa vez nada tinha me chamado atenção. No entanto, eu resolvi assistir algumas coisas (maioria indicações de amigos e/ou blogs) e a primeira delas foi Denkigai no Honya-san. Confesso que a surpresa foi tão boa que resolvi fazer esse post de primeiras impressões.

O anime se passa em Uma no Hone, uma loja especializada doushinji que fica numa famosa área comercial do Japão especializada produtos eletrônicos. Com esse cenário de fundo nós somos apresentados ao dia-a-dia dos funcionários dessa loja, todos otakus, e as situações que se deparam durante o trabalho. Cada um desses funcionários tem um apelido de acordo com alguma característica própria como “Sensei”, uma mangaká amadora que sonha se tornar profissional, e Sommelier, um rapaz viciado em mangás e que é responsável por um evento da livraria onde ele indica novas obras aos clientes.

O primeiro episódio foi divido em dois atos “Love & Eros for all” e “The Nightmare before carnaval”. No primeiro ato, temos a livraria recebendo a visita de uma fiscal do governo para verificar se as revistas adultas estão devidamente lacradas e isoladas do público em geral. No entanto, uma das funcionárias da loja acha que a moça é uma fushouji e acaba fazendo uma pergunta constrangedora. Depois disso temos os personagens tendo que embalar as tais revistas pornô e uma delas acaba revelando um segredo um tanto quanto constrangedor. Já no segundo ato temos um foco maior na Sensei-san e no novo funcionário da loja Umio. Umio descobre que sua companheira de trabalho é uma mangaká que ele admira e ele resolve ajudá-la a terminar uma de suas obras que será vendida num evento de doushinji que terá no fim de semana.

Essa divisão em atos já deixa claro que não teremos uma história linear para acompanhar, o que é comum nesse gênero slice-of-life. O foco do episódio foi apresentar, de maneira cômica, alguns dos personagens. Essa parte do humor inclusive é o ponto alto do episódio (e espero que da série). O próprio nome dos atos já indica que teremos alguma pitada cômica por vir. A interação dos personagens (a cena da Sensei-san pedindo colo foi sensacional), as piadas sobre o fandom e etc. No entanto, não pense que teremos nenhuma piada extraordinária ou algo novo. A maioria das piadas são até meio clichês, apesar de me agradarem mesmo assim rs.

Outro ponto positivo do episódio foi a arte. O anime é do estúdio Shin-Ei Animation, responsável por outras séries de comédia como Shin-chan e, mais recentemente, Tonari no Seki-kun. Felizmente, Denkigai no honya-san segue a arte de Seki-kun e nos apresenta um cenário bem colorido, personagens simples, mas fofinhos e uma arte que casa muito bem com a parte cômica da obra. Por se tratar de um anime de dia-a-dia, eu achei a escolha por uma arte mais simples muito boa.

Como disse no início do post, nada dessa temporada havia me interessado de fato e estava considerando ver só continuações como Yowamushi Pedal. No entanto, Denkigai no Honya-san me mostrou algumas outras opções além das apostas clássicas e continuações. Com uma arte legal, boas piadas, apesar de clichês, e personagens carismáticos, essa série foi uma das grandes surpresas que eu tive no ano e tem tudo para ser mais um slice-of-life que vai justificar esse gênero como meu preferido.

Facebook Comments

Lucas Mizumoto

Professor de japonês, amante de cinema e telespectador de desenho japonês desde que se entende por gente .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *