Primeiras Impressões: Assassination Classroom (Ansatsu Kyoushitsu)

Seguindo a linha dos animes de grande hype da temporada, hoje temos as primeiras impressões de Ansatsu Kyoushitsu, ou, Assassination Classroom. Em sua segunda versão animada (já tivemos um OVA), essa produção do estúdio Lerche (Persona 4: The Animation) tinha como missão revitalizar a adaptação dessa obra de sucesso da Shonen Jump. Assim como no texto sobre Death Parade, procurarei dar spoilers leves.

O anime narra a rotina diária de uma turma 3-E da escola Kunugigaoka para tentar salvar o planeta de destruição. Para tal façanha, a turma deve, no período de um ano, assassinar o seu professor que pretende destruir a Terra nesse prazo. No entanto, essa tarefa não é das mais fáceis porque o professor da turma é nada mais nada menos do que um extraterrestre com super força, super velocidade, super inteligência. Caso consiga, a turma ganhará uma quantia de um bilhão de ienes.

ansatsu 1

Primeiramente, bom dia!

Apesar de um plot “sério”, a obra conta com uma boa pitada de humor que já pode ser evidenciada no próprio character design do “antagonista” Koro sensei. Além disso, temos o clássico espirito de companheirismo marcante nas obras da Shonen Jump (desde planos armados em conjunto com integrantes da sala até mesmo o background da classe E em relação à escola como um todo).

Nesse primeiro episódio tivemos um retrato bem fiel de parte do primeiro volume e, ao meu ver, de maneira bem organizada. Acredito que dê para dividir esse primeiro episódio em dois grandes atos: Primeiro temos explicação do “porque” matar o professor, os seus poderes e o motivo daquela turma ter sido escolhida (embora tenha uma cena que mostra o “real” motivo que não é o governamental) e como eles podem concluir a missão. E em seguida há um aprofundamento no aluno Nagisa que é o principal aspirante a assassino desse primeiro episódio.

Assassination Classroom Nagisa

Nagisa, o grande assassino do primeiro episódio

Essa estratégia, pelo menos inicial, de dar foco a um aluno por vez é algo que considero bem interessante. Por se tratar de uma obra com um pouco mais de 30 personagens, acabaria ficando maçante para o telespectador acompanhar, em um mesmo episódio, toda essa galera. Acredito que no futuro alguns dos alunos acabem recebendo um destaque maior, mas isso é natural. Mas vale ressaltar que, independente dos alunos, nesse primeiro episódio o carisma do Koro sensei se sobressaí dos demais. Mas, mesmo com esse bom trabalho de adaptar o enredo, a obra ainda não conseguiu me cativar completamente.

Assassination Classroom Sensei

Assim ele pode não parecer ameaçador, mas….

Assassination Classroom Kuro

Agora dá pra crer que ele pode destruir a Terra

Quanto a parte técnica do anime, gostaria de parabenizar o estúdio Lerche pelo trabalho. A fluidez dos movimentos do Koro sensei era a minha maior preocupação e gostei bastante do que vi e a cena da explosão da lua ficou bem legal. A ambientação, apesar de bem simples (ficamos o episódio quase todo na sala de aula), é boa e dá um toque mais “sério” (por ter um aspecto mais abandonado) e combina com o que aquela classe está passando. Em relação ao character design, mantenho a minha opinião do que disse no post de apostas: personagens simples, mas bem executados e que combinam com o que temos na obra original. Outro ponto muito positivo foi o encerramento que tem uma música legal e uma animação bem lúdica que remete bem ao ambiente escolar. Enquanto o plot não me agrada de fato, posso dizer que o trabalho de animação me cativou.

Assassination Classroom Lua

O que sobrou da Lua...

Como havia dito no texto de apostas, Ansatsu Kyoushitsu foi um mangá que não havia chamado minha atenção (tanto que só li o primeiro volume), mas o anime até que me animou um pouco mais. Apesar de pouca diferença entre a obra original e a versão animada, a direção e o trabalho do estúdio me agradaram a ponto de dar uma segunda chance. Agora só o plot me cativar rs.

 

Facebook Comments

Lucas Mizumoto

Professor de japonês, amante de cinema e telespectador de desenho japonês desde que se entende por gente .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *