Opinião: Mais um hiato de Hunter x Hunter e a “culpa” é de quem?

Os fãs de Hunter x Hunter, trabalho mais recente do autor Yoshihiro Togashi, já estão ficando mais do que acostumados com os hiatus rotineiros do mangá. No entanto, há sempre aquela reclamação e até mesmo ironia por parte de todos. Aproveitando que o mangá parou novamente (e essa nova pausa afetou até o anime), falarei um pouco do que EU ACHO sobre essa questão e até onde o Togashi tem ou não culpa nessa história.

Para quem não sabe Hunter x Hunter é um mangá que, assim como One Piece, vem sendo escrito desde 1998. No entanto, o trabalho de Togashi conta com um número bem menor de edições do o que do seu “irmão” One piece (mais de 40 volumes de diferença). Mas e aí, qual o grande problema nesses atrasos? Bom, eu diria que existem dois pontos principais: a questão financeira (afinal de conta a editora está pagando para o cara “não fazer nada”) e a frustração dos fãs. Mas, no caso do Togashi, eu diria que nenhum dos dois pontos são justificáveis.

Para quem não sabe, a experiência do autor no seu trabalho de maior sucesso (Yu Yu Hakusho) foi um tanto quanto traumática. Apesar de ter sido um sucesso de vendas, a rotina extremamente exigente acabou acarretando em problemas de saúde e stress ao autor. Essa experiência foi tão traumática que o autor optou por viver com a renda de Yu Yu Hakusho e desenhar apenas trabalhos amadores. Essa decisão só foi revista quando o editor Kazuhiko Torishima negociou com Togashi e, após algumas exigências do autor, conseguiu fazer com que este retornasse à Shonen Jump.

Dentre as exigências, as duas mais curiosas são: um número limitado de assistentes (fazendo com que ele trabalhe praticamente sozinho) e a possibilidade de parar e voltar a escrever seu mangá quando quiser. A primeira está ligada ao fato do autor ser o responsável pelo salário do seu assistente, mas a segunda é a que mais chama atenção e, ao mesmo tempo, justifica as pausas constantes. Apesar de ser uma exigência drástica para uma revista semanal, o autor conseguiu manter seu contrato até hoje (muito em função do sucesso da obra).

A verdade é que os leitores não podem exigir nada do autor. Sim, essas pausas são frustrantes e todos querem saber a continuação daquela história, mas ninguém pode exigir que o cara trabalhe como uma maquina. Óbvio que há a questão do bom senso e do “compromisso” do autor para com os seus fãs, mas esse compromisso não é algo obrigatório. Se nem a editora que, teoricamente, deveria “exigir” o lançamento de novos capítulos nos prazos previstos faz isso, porque que nós teríamos esse direito? Togashi provou que não é escravo nem dos leitores e nem da editora e, ao mesmo tempo, provou que consegue fazer uma obra de sucesso que foge do padrão da editora, mas que mesmo assim segue a “formula do sucesso” do seu antecessor, Yu Yu Hakusho.

Acho SIM que falta um pouco de bom senso por parte do autor e até de respeito para com o seu público, mas se há alguém para ser chamado de culpado, ao meu ver, é a própria Shonen Jump. A condição  “absurda” foi proposta pelo autor e a editora podia ter recusado. Obvio que o risco de perder um potencial sucesso era visível, mas se a editora acha, até hoje, que valeu o risco, quem somos nós para culpar o Togashi por saber aproveitar uma clausula do seu contrato?

Facebook Comments

Mizumoto

Estudante de letras: português-japonês, amante de cinema e telespectador de desenho japonês desde que se entende por gente.

Um comentário em “Opinião: Mais um hiato de Hunter x Hunter e a “culpa” é de quem?

  • 9 de abril de 2017 em 00:49
    Permalink

    oi gente
    gostei muito desse site, parabéns pelo trabalho. 😉

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *